• Artigos: 0
  • Total: 0,00 €

Ampliar a imagem


Mistério do Comboio Azul (O) (nº 4)

Agatha Christie 

Colecção: Os Mistérios de Hercule Poirot

Editor: Asa

Ano de edição: 2017

Tipo de artigo: Livro

ISBN: 9789892339207

C.I.: 00000288894

Número de páginas: 336

Local edição: Lisboa

Idioma: Português

Encadernação: Brochado

Em stock, enviamos para o correio, até 24 horas.
(Salvo ruptura de stock)

Preço: 11,00 €

adicionar ao cesto

Comente este livro

Adicione à sua Lista de LeituraAdicione à sua Lista de Leitura

 Partilhar: 

O livro por dentro

contra capa

Sinopse

O luxuoso Comboio Azul dirige-se a uma das estâncias balneares mais exclusivas do mundo: Nice. A lista de passageiros é diversificada e inclui milionários, excêntricos, algumas pessoas comuns e outras um tanto misteriosas. Mas quando o comboio chega ao seu destino, uma delas está morta. Trata-se da americana Ruth Kettering, cujo marido é o principal suspeito. Apenas Poirot não está convencido, e decide recriar a viagem, sabendo que o assassino ainda está a bordo.

Hercule Poirot é o personagem mais famoso de Agatha Christie. Este agente reformado da polícia belga é um detetive brilhante, pomposo e de aparência extravagante. Os seus métodos de investigação são únicos e infalíveis. Não há mistério que resista às famosas “celulazinhas cinzentas” de Poirot.

Sobre o Autor

Agatha Christie nasceu Agatha May Clarissa Miller, em Torquay, na Grã-Bretanha, em 1890. Durante a I Guerra Mundial, prestou serviço voluntário num hospital, primeiro como enfermeira e depois como funcionária da farmácia e do dispensário. Esta experiência revelar-se-ia fundamental, não só para o conhecimento dos venenos e preparados que figurariam em muitos dos seus livros, mas também para a própria concepção da sua carreira na escrita. Com o seu segundo marido, o arqueólogo Max Mallowan, Agatha viajaria um pouco por todo o mundo, participando activamente nas suas escavações arqueológicas, nunca abandonando contudo a escrita, nem deixando passar em claro a magnífica fonte de conhecimentos e inspiração que estas representavam. Autora de cerca de 300 obras (entre romances de mistério, poesia, peças para rádio e teatro, contos, documentários, uma autobiografia e seis romances publicados sob o pseudónimo de Mary Westmacott), viu o seu talento e o seu papel na literatura e nas artes oficialmente reconhecidos em 1956, ano em que foi distinguida com o título de Commander of the British Empire. Em 1971, a Rainha Isabel II consagrou-a com o título de Dame of the British Empire. Deixando para trás um legado universal celebrado em mais de cem línguas, a Rainha do Crime, ou Duquesa da Morte (como ela preferia ser apelidada), morreu em 12 de Janeiro de 1976. Em 2000, a 31st Bouchercon World Mistery Convention galardoou Agatha Christie com dois prémios: ela foi considerada a Melhor Autora de Livros Policiais do Século XX e os livros protagonizados por Hercule Poirot a Melhor Série Policial do mesmo século.